Printer-friendly versionSend by emailPDF version

Justiça e governação electrónica, além de formação de quadros, são alguns sectores que o governo de Timor Leste gostaria de cooperar com Cabo Verde – fez saber a embaixadora timorense na capital cabo-verdiana, Natália Carrascalão.
As cartas credenciais foram ontem recebidas, na capital cabo-verdiana, pelo presidente Pedro Pires.

A par de Angola, o Timor-Leste é a única antiga colónia portuguesa independente no século XX a fazer-se representar a nível de embaixador, ainda que não residente, na capital cabo-verdiana, tendo a embaixadora Natália Carrascalão apresentado ontem as suas cartas credenciais do presidente Pedro Pires.